Dicas para escolher melhor o Plano de Previdência Complementar

Dicas para escolher melhor o Plano de Previdência Complementar

Uma aposentadoria tranquila depende de planejamento, para isso, além da Previdência Oficial é importante contar com outros tipos de investimentos que possam garantir uma boa renda quando você atingir a melhor idade.

Entretanto, para contratar um Plano de Previdência Privada é importante que você faça uma análise daquela que melhor se adequadas às condições e expectativas. Para a escolha é sempre importante avaliar alguns fatores, como:

Primeiro: Qual o melhor plano para mim?

  1. PGBL: para quem tem renda tributável e declara o imposto de renda no formulário completo;
  2. VGBL: para quem declara o imposto de renda no formulário simplificado ou já atingiu os 12% de dedução no Plano PGBL;

Segundo: Quais taxas serão cobradas?

  1. Administração: cobrada diariamente sobre o valor total da reserva?
  2. Carregamento que incide sobre cada deposito que é feito no planto?
  3. Saída que é o valor pago no momento da retirada?

Terceiro: Qual forma de tributação:

  1. Regressiva: Quanto mais tempo você permanece no fundo de investimento menor será a alíquota do imposto de renda na hora do resgate.
  2. Progressiva: a tributação acontece em duas etapas: fonte e declaração anual.

Quarto: Investimento Conservador ou Agressivo?

  1. O conservador também é chamado de renda fixa deve ser escolhido principalmente quando o resgate já está próximo;
  2. O agressivo também conhecido como renda variável é o oposto, ou seja, indicado para quem mais tempo para retirar o dinheiro.

 

 

Deixe uma resposta

Fechar Menu